Disfunção Erétil e o seu tratamento

O tratamento da disfunção erétil dependem das causas subjacentes. As mudanças do estilo de vida (não fumar, evitar ingerir bebidas alcoólicas, praticar atividade física, alimentar-se de forma saudável) são imprescindíveis a todos os homens. O tratamento pode ser dividido em não farmacológico (aconselhamento psicológico ou psiquiátrico), farmacológico (medicamentos que induzem a ereção) e cirúrgico.

Para as pessoas que apresentam problemas psicológicos, a psicoterapia associada ou não a medicações para depressão é recomendada, devendo ser acompanhada por um psicólogo ou psiquiatra.

Existem diversos medicamentos disponíveis que induzem a ereção ao facilitar o fluxo sanguíneo para o interior do pênis, podendo estes ser administrados diariamente, sob demanda antes das relações sexuais ou mesmo serem administrados pelo paciente por uma injeção direta no pênis.

Lembrando sempre que os mesmos devem ser utilizados somente sob supervisão médica e necessitam de estimulação sexual para obter resultado. Em casos específicos ou mesmo refratários a terapia medicamentosa, as opções cirúrgicas de próteses penianas podem ser uma opção, com resultados satisfatórios, melhorando muito a qualidade de vida do homem. É possível escolher entre próteses maleáveis (semirrígidas), articuláveis ou infláveis.

Dr. Lucas Bittencourt – Andrologia e Testosterona
Membro da ABEMSS – Associação Brasileira de Estudos em Medicina e Saúde Sexual;
Pós-Graduado em Doppler Peniano pelo InRAD / São Paulo;
Andrologista de Referência e Especialista em Reabilitação Urológica na Uroclínica da Bahia;
Andrologista do Instituto Cavalcanti de Andrologia e Performance – São Paulo / SP;
Urologista pelo Hospital Geral Roberto Santos – HGRS/BA;
Cirurgião Geral pelo Hospital Geral Roberto Santos – HGRS/BA;
Médico pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública – EBMSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima